Notícias

Gired adia desligamento do sinal analógico em Brasília

Nota26.10

 

O Gired (Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV) – formado por Anatel, Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), e representantes de radiodifusores e empresas de comunicação – decidiu adiar a obrigatoriedade do desligamento da TV analógica em Brasília para o dia 17 de novembro. Na prática, a mudança permite que as emissoras desliguem o sinal na data que preferirem, entre 26 de outubro e 17 de novembro.

A decisão foi tomada em função do não atingimento dos percentuais mínimos de domicílios aptos a receber o sinal da TV digital. A mais recente pesquisa Ibope apontou para um percentual de 89% dos domicílios aptos, chegando a 90% na projeção. Mas pelos critérios das emissoras de TV, o percentual ficou em 87%. Ficou aberta, entretanto, a possibilidade de que os radiodifusores façam o desligamento voluntário antes da data, especialmente as retransmissoras. Essa possibilidade será negociada diretamente entre o MCTIC e as emissoras de TV.

Em Brasília/DF, o desligamento do sinal analógico envolve 25 canais diferentes, sendo 13 geradores e 12 retransmissores. Famílias de baixa renda (até três salários mínimos ou meio salário mínimo per capita), que são atendidas por programas sociais, têm direito a receber gratuitamente os conversores, máquinas de adaptação dos aparelhos de TV antigos para o novo sinal. De acordo com a Anatel, 90 mil equipamentos para esse grupo ainda estão disponíveis.

 

*Matéria atualizada em 26/10, às 13h34