Nota08.11

 

No final de outubro foi inaugurada oficialmente a torre de TV para transmissão do sinal digital da Novo Tempo, no Morro do Colorado, em Sobradinho. Desde o dia 23, o canal 48 passou a ser transmitido digitalmente para todo o Distrito Federal como 48.1.

O sinal analógico da TV Novo Tempo não será desligado enquanto não houver a total transição das emissoras na região, reagendada para o dia 17 de novembro. Segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), pelo menos 80 mil famílias ainda não estão preparadas para o recebimento do novo sinal.

“Como uma igreja que buscar honrar as leis e regulamentos do País, estamos com a TV funcionando na data certa”, se alegra o pastor Charlles Britis, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Distrito Federal e entorno.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota04.11 2

 

Famílias do Distrito Federal que são beneficiadas pelos programas sociais do Governo Federal podem receber kits gratuitos para a captação do sinal de TV digital neste fim de semana. Os equipamentos serão distribuídos no Feirão Digital, no Senai de Taguatinga Norte, na Área Especial 2, a partir das 9h deste sábado (dia 5) e domingo (6).

Para ter direito ao kit, é preciso apresentar o número do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) – numeração que aparece no cartão do Bolsa Família ou no Cartão do Cidadão, por exemplo. A instalação também é gratuita, feita por técnicos que vão às residências em horário agendado.

Os kits são compostos por um conversor, uma antena e um controle remoto. Com esses itens, qualquer televisão pode ser adaptada e receber o sinal digital, que oferece imagem e som superiores ao do analógico.

Nas próximas semanas, os canais analógicos serão desligados, e quem não fizer a adaptação pode ficar sem sinal de TV aberta. Os aparelhos de TV mais modernos, comprados a partir de 2010, possivelmente já estão adaptados à tecnologia digital – neste caso, é preciso instalar apenas a antena UHF.

O evento também conta com profissionais para esclarecimento de dúvidas da população e espaço de recreação infantil.

 

Feirão Digital em Taguatinga Norte

Data: sábado (5) e domingo (6)

Horário: a partir das 9h00

Entrada gratuita e kits gratuitos para inscritos no Cadastro Único

 

Confira a lista de programas sociais que dão direito à retirada do kit:

- Programa Bolsa Família

- Programa Minha Casa, Minha Vida

- Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental

- Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI

- Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais

- Carteira do Idoso

- Aposentadoria para pessoa de baixa renda

- Programa Brasil Carinhoso

- Programa de Cisternas

- Telefone Popular

- Carta Social

- Pro Jovem Adolescente

- Tarifa Social de Energia Elétrica

- Passe Livre para pessoas com deficiência

- Isenção de Taxas em Concursos Públicos

Publicado em NOTÍCIAS

Nota04.11

 

A Anatel realizou no dia 1º de novembro uma audiência pública sobre revisão das faixas de frequências destinadas ao Serviço de Radiodifusão. Há uma necessidade de mudança devido ao aumento de transmissões ao vivo e migração dos estúdios para as ruas, enquanto outros grandes eventos, como Carnaval e jogos de futebol, requerem mais espectro por conta da transmissão em HD. Para atender a demanda, estão sendo revisadas 20 faixas de frequência, sendo a principal e mais utilizada a 2300 – 2500 MHz. 

A proposta busca solucionar problemas de interferência de reportagens externas, liberar espectro para o serviço móvel e pretende harmonizar e compatibilizar a regulamentação do setor. De acordo com a proposta, a Resolução nº 240/2000 seria revogada, mas em prazo de transição de dois anos para que as empresas se adaptem.

A Rede Globo parabenizou a Agência pela revisão do regulamento, e destacou que há muitos pedidos de uso temporário do espectro para eventos como Fórmula 1, Carnaval e futebol. Já a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel) explicou que esta é uma necessidade antiga da radiodifusão, e que não atende plenamente as demandas do setor.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota03.11

 

Ainda restam 90 mil conversores digitais para serem distribuídos às famílias do cadastro único de assistência social do Governo Federal, que comporta os beneficiários do Bolsa Família e outros programas sociais. Os aparelhos estão sendo distribuídos em 20 pontos do Distrito Federal e cidades no entorno.

A digitalização vai permitir à população assistir televisão com melhor qualidade de som e imagem, bem como a possibilidade de maior interação e até ampliação dos canais disponíveis na TV aberta. “A preocupação maior é que a população não fique sem ver televisão”, afirma Willian Ivo, gestor do projeto de implantação da TV digital no Brasil, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

O prazo do desligamento foi adiado para o dia 17 de novembro, pois o índice de domicílios preparados para receber o sinal na região ainda não atingiu os 90%. “Quando desligar, vai aumentar muito a busca. Estamos intensificando a divulgação para informar a população. Nosso desafio está sendo a comunicação”, prevê Ivo.

Em fevereiro deste ano, Rio Verde, no interior de Goiás, havia sido a primeira cidade brasileira a ter todos os sinais televisivos digitais. Na localidade, a migração foi feita quando o sinal ainda era menor que o nível definido pelo governo de 93% de domicílios preparados para a TV digital. Foram entregues mais de 16 mil aparelhos para famílias da cidade, enquanto estavam reservados até 24 mil conversores.

A região metropolitana de São Paulo será a próxima localidade a migrar a televisão totalmente para o digital, em março de 2017. A maior cidade do País terá disponível cerca de 1,6 milhão de conversores para serem distribuídos às famílias carentes. No próximo ano, outras capitais passam pelo mesmo processo de desligamento, como Goiânia, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Recife, Campinas, Vitória e Rio de Janeiro.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota01.11

 

Levar o conhecimento sobre a TV Digital para os futuros profissionais do mercado também está entre as prioridades da Engenharia de Telecomunicações da RPC, afiliada da Rede Globo no Paraná.

Com o tema “Tecnologia na TV Digital: como será o desligamento do sinal de TV analógico e como sintonizar o sinal digital”, o colaborador Lucas Pellegrini ministrou uma palestra para os estudantes da Faculdade de Tecnologia de Curitiba – FATEC-PR, no mês de outubro.

Cerca de 50 alunos participaram do encontro, com duração de três horas. Pellegrini avaliou a iniciativa como positiva, principalmente pelo fato do assunto agradar os estudantes. “Foi muito produtivo e os participantes interagiram bastante, pois esse é um tema que cativa muito o público”.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota28.10

 

Na Bahia, o desligamento analógico se inicia em 26 de julho do próximo ano. Junto à capital, Salvador, outros 19 municípios passam pelo processo. São eles: Aratuípe, Cairu, Camaçari, Candeias, Dias D'Ávila, Itaparica, Jaguaripe, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Maragogipe, Nazaré, Salinas da Margarida, Santo Amaro, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Saubara, Simões Filho, Terra Nova e Vera Cruz.

Afiliada da Rede Globo nas regiões Norte e Nordeste do País, a TV Bahia já se prepara para a chegada da era digital. Um novo transmissor já foi adquirido e um projeto de reforços de sinais em Salvador e região metropolitana está sendo estudado. O investimento total pode chegar a R$ 3 milhões.

Segundo Márcio Cardoso, gerente de Engenharia da emissora, a mudança significa uma evolução na maneira como a televisão chega às pessoas. “Isso é um avanço que proporciona melhor qualidade de som e imagem, e menos ruídos”.

Para ter acesso à transmissão digital, deve ser observado se já possui uma antena que recepcione o sinal ou televisor com conversor embutido. Caso a TV não tenha um conversor digital – ou setup box –, será necessário comprá-lo. Quem ainda assiste TV pelo sinal analógico recebe avisos na tela sobre a transição do sinal, que se tornam mais frequentes à medida em que a data da mudança se aproxima.

De acordo com o Ministério das Comunicações, as famílias beneficiárias do Bolsa Família vão receber gratuitamente conversores de sinal digital para que não fiquem sem ter a programação.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota27.10

 

Os beneficiários do Bolsa Família que recebem o conversor para captar o sinal digital de televisão já têm acesso gratuito a filmes nacionais por meio da tecnologia de interatividade inserida nos aparelhos. Pelo menos seis filmes já foram licenciados. São longas-metragens de ficção e documentário produzidos com o apoio da Lei do Audiovisual, em iniciativa desenvolvida pelo Ministério da Cultura (MinC).

O conversor tem a interface de interatividade Ginga C e aprimoramentos desenvolvidos pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), oferecendo ao usuário a possibilidade de acessar aplicativos e programas com diversas facilidades. Entre os títulos, “Aqui deste Lugar”, filme de Sérgio Machado e Fernando Coimbra, e “Era Uma Vez Dois Verões”, com direção de Jorge Furtado.

“O processo da TV Digital vem sendo trabalhado há anos e possibilitará a interatividade dos consumidores, especialmente os cadastrados no Bolsa Família. É uma perspectiva importante sobre o ponto de vista social”, destacou o secretário do Audiovisual do MinC, Alfredo Bertini. Com a nova tecnologia, os beneficiários do Bolsa Família recebem gratuitamente um kit contendo conversor, controle remoto e antena adaptada às condições do domicílio.

No caso específico dos filmes, ficam disponíveis para serem vistos de acordo com a conveniência do telespectador e sem a necessidade de conexão de internet. “São conteúdos audiovisuais produzidos com recursos públicos, e nada mais justo do que democratizar esse acesso”, reitera Bertini.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota26.10

 

O Gired (Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV) – formado por Anatel, Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), e representantes de radiodifusores e empresas de comunicação – decidiu adiar a obrigatoriedade do desligamento da TV analógica em Brasília para o dia 17 de novembro. Na prática, a mudança permite que as emissoras desliguem o sinal na data que preferirem, entre 26 de outubro e 17 de novembro.

A decisão foi tomada em função do não atingimento dos percentuais mínimos de domicílios aptos a receber o sinal da TV digital. A mais recente pesquisa Ibope apontou para um percentual de 89% dos domicílios aptos, chegando a 90% na projeção. Mas pelos critérios das emissoras de TV, o percentual ficou em 87%. Ficou aberta, entretanto, a possibilidade de que os radiodifusores façam o desligamento voluntário antes da data, especialmente as retransmissoras. Essa possibilidade será negociada diretamente entre o MCTIC e as emissoras de TV.

Em Brasília/DF, o desligamento do sinal analógico envolve 25 canais diferentes, sendo 13 geradores e 12 retransmissores. Famílias de baixa renda (até três salários mínimos ou meio salário mínimo per capita), que são atendidas por programas sociais, têm direito a receber gratuitamente os conversores, máquinas de adaptação dos aparelhos de TV antigos para o novo sinal. De acordo com a Anatel, 90 mil equipamentos para esse grupo ainda estão disponíveis.

 

*Matéria atualizada em 26/10, às 13h34

Publicado em NOTÍCIAS

Nota25.10

 

Em 25 de outubro de 2017, o sinal analógico de TV aberta será desligado em diversas cidades do Rio de Janeiro e as transmissões dos canais serão feitas apenas por meio digital, que proporciona imagem e som de melhor qualidade, livre de chiados, chuviscos e fantasmas.

Além da capital carioca, a era do sinal digital chega a outros 18 municípios do estado: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá.

Durante o período de transição, os telespectadores passam a ver um sinal com a letra “A” em seus televisores, indicando que o sinal da TV é analógico. Com a proximidade do prazo para a migração do sinal, a letra “A” será veiculada com maior frequência. Dois meses antes do prazo, a indicação permanece fixa na tela.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota21.10

 

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) publicou no Diário Oficial da União a Portaria no 4.294, de 18 de outubro de 2016, que permite a veiculação de material informativo voltado a orientar a população acerca das características e benefícios do sinal digital.

As entidades outorgadas para execução dos serviços de radiodifusão de sons e imagens e de retransmissão de televisão, que utilizam a tecnologia digital, podem veicular material informativo, relacionado à tecnologia, distinto do veiculado em tecnologia analógica.

Ou seja, quando houver campanha sobre o desligamento do sinal analógico na transmissão analógica, neste mesmo momento pode ser substituído por material informativo relacionado à tecnologia digital em sua transmissão digital, como, por exemplo, vídeos informativos sobre ressintonia de canais.

Publicado em NOTÍCIAS
Página 10 de 14