Nota06.09

 

O sistema de TV digital brasileiro pode ter resolução 4K em 2020, segundo Gilberto Kassab, ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações. A meta inicial, segundo ele, é ampliar a cobertura do sinal de TV digital no País, com previsão de conclusão para 2023. “A solução para satélite sempre é a ideal, mas nós temos que ter a consciência que talvez não consigamos em um primeiro momento. Mas ela não está abandonada”, afirmou o ministro durante o SET Expo 2016.

O Japão iniciou neste mês a transmissão de sinal 4K via satélite, o que atesta a viabilidade do meio de transmissão. Por questões de espectros disponíveis para o broadcast desse tipo de imagem, especialistas do setor indicam que a adoção da transmissão via cabos, como fibra óptica, pode ser necessária.

Até 2018, 11 milhões de participantes de programas sociais recebem gratuitamente o receptor de sinal de TV digital, medida em prol do desligamento do sinal de TV analógica.

Published in NOTÍCIAS

Nota05.09

 

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) divulgou a relação dos 966 municípios brasileiros que vão ter o sinal analógico de televisão desligado em 2018 e passam a contar somente com o sinal digital. A portaria nº 3.493, publicada no Diário Oficial da União, também estabelece os novos requisitos do conversor digital distribuído aos beneficiários do programa Bolsa Família e do Cadastro Único. Ao todo, o sinal analógico será desligado em 1.326 cidades.

A nova portaria complementa outras duas portarias, publicadas anteriormente, que detalham o cronograma de implantação do sistema de TV digital no país. O documento também determina mudanças no conversor digital, de acordo com o que foi proposto e autorizado pelo Grupo de Implantação da TV Digital (Gired). O equipamento garante a interatividade para o telespectador e terá, obrigatoriamente, controle remoto, interface USB, dois tipos de saída de áudio e vídeo, além de permitir a utilização de recursos de acessibilidade.

Os conversores digitais com essa configuração começam a ser entregues às famílias do Cadastro Único na capital e outras cidades de São Paulo ainda neste ano. Nestas cidades, o desligamento do sinal analógico de televisão está previsto para 29 de março de 2017.

O gestor do processo de implantação da TV digital do MCTIC, William Zambelli, explica que o objetivo dessas diretrizes é garantir que uma parcela maior da população carente não fique sem sinal de televisão nas localidades onde ocorre o desligamento do sinal analógico até dezembro de 2018.

Ainda de acordo com a portaria 3.493, as cidades que não estão listadas nos cronogramas de 2016, 2017 e 2018 devem ser desligadas até 31 de dezembro de 2023. Com o desligamento analógico, a faixa de frequência de 700 MHz fica livre para a expansão da internet 4G em todo o Brasil.

Confira a portaria com a lista de cidades que serão desligadas em 2018 e os requisitos dos conversores aqui.

Published in NOTÍCIAS

 Balanço Fórum SBTVD

 

Foram três de dias exposição, com milhares de visitantes e uma quantidade numerosa de negócios realizados e prospectados. A perspectiva positiva ao final do SET Expo 2016 também é compartilhada pelo presidente do Fórum SBTVD, Roberto Franco, que avalia como essencial a participação da entidade em mais uma edição do evento.

A presença, como Franco explica, se faz necessária devido à representatividade do Fórum para o mercado de televisão aberta no País. “É de extrema importância fazemos parte de um evento, por meio do qual todas as categorias dessa cadeia interagem. Participamos não apenas para buscar oportunidades, mas também para entendermos quais serão as próximas demandas”.

O espaço apresentou as características e benefícios da TV Digital aberta no Brasil, enfatizando a gratuidade e fácil acesso da tecnologia por qualquer cidadão. Na visão do presidente, o trabalho só tende a aumentar por conta da chegada de novas tecnologias de transmissão. “Com a expertise adquirida ao longo de todos esses anos, o Fórum SBTVD tem muito a contribuir com o futuro da televisão”.

Published in NOTÍCIAS

Screen Service

Os transmissores Screen NeXT, da Screen Service, são o resultado do melhor aprimoramento das tecnologias de transmissão digital hoje disponíveis. Eles unem níveis extremos de eficiência, robustez, confiabilidade, linearidade de sinal, flexibilidade de operação e facilidade de manutenção.

A linha inteiramente fabricada com tecnologia de amplificação Doherty e conta com o exclusivo precorretor Screen, que permite a quebra do paradigma entre eficiência e MER, atingindo o máximo possível dos dois desempenhos.

Já a exclusiva tecnologia Extreme Efficiency de banda larga chega otimizada para o mercado digital brasileiro (de 470MHz a 700MHz), atingindo até 53% da eficiência do pallet de potência. Isto permite também que o transmissor opere com baixas temperaturas, aumentando a vida útil e diminuindo a dissipação de calor e consumo de ar condicionado. 

Published in NOTÍCIAS

Mackenzie

O Laboratório de TV Digital, da Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, é pioneiro no desenvolvimento de hardware voltado para aplicações de TV Digital no Brasil, com diversas soluções consolidadas no mercado.

Agora, em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), o Laboratório apresenta mais uma de suas inovações: o dispositivo MackTuner-8. O equipamento tem como principal função a captura simultânea de até oito canais (OctoTuner) de TV Digital aberta, no qual pode-se fazer a análise qualitativa do sinal de RF, gravação ou transmissão via IP de TS dos sinais de vídeo e áudio capturados.

Os sinais de TV são captados por uma antena e enviados para a MackTuner-8, em que até oito canais podem ser analisados em tempo real. A conexão com o dispositivo é feita por meio do barramento PCI-e, por onde os dados de controle são enviados e o sinal de vídeo e áudio são transmitidos. Há então a possibilidade de gravação local ou transmissão via IP destes sinais. 

Published in NOTÍCIAS
%PM, %15 %950 %2016 %21:%Jul

Criação do SBTVD completa dez anos

Nota15.07 

A criação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T) completa dez anos nesta quinta-feira (30). A publicação do Decreto 5.820/06  estabeleceu as diretrizes para a migração do sinal analógico para o digital, que permite à população receber uma programação com melhor qualidade de imagem e som, sem interferências como chuviscos ou fantasmas. A televisão é o meio de comunicação mais popular do país, presente em 97% dos lares, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As vantagens do sinal digital incluem também a capacidade de ser assistida em dispositivos móveis; a multiprogramação, que comporta a transmissão de diferentes programações em um mesmo canal; e a possibilidade de interatividade por meio do Ginga, o middleware nacional para a troca de dados diretamente pelo televisor.

A discussão sobre a tecnologia começou em 1994 e envolveu governo, emissoras, empresas e universidades. O padrão implantado no Brasil foi o nipo-brasileiro (ISDB-T), uma adaptação da tecnologia japonesa a particularidades do território nacional. Atualmente, o sistema é adotado em 18 nações. Além de Brasil e Japão escolheram o ISDB-T Peru, Argentina, Chile, Venezuela, Equador, Costa Rica, Paraguai, Filipinas, Bolívia, Uruguai, Maldivas, Botsuana, Guatemala, Honduras, Sri Lanka e Nicarágua.

O gestor do projeto de implantação da TV Digital no país, William Zambelli, afirma que, na América do Sul, o Brasil foi a primeira nação a começar o desligamento do sinal analógico de TV. A ação começou por Rio Verde (GO), no dia 1º de março. No mundo, 60 países já completaram esse processo.

“Segundo a União Internacional de Telecomunicações (UIT) são 60 países que fizeram o desligamento completo, 59 estão em fase de transição, 19 definiram o padrão, mas não começaram o processo e 70 ainda não decidiram a tecnologia que vão utilizar”, elencou.

 

Aos poucos

Para garantir a cobertura do sinal para a toda a população, foram adotadas, desde 2006, medidas como a consignação de canais para as emissoras transmitirem os sinais analógico e digital ao mesmo tempo; o estabelecimento, em 2011, de um Processo Produtivo Básico (PPB) para a produção de televisores de tela plana com conversor digital embutido; e, mais recentemente, a distribuição de kits de antena e conversores digitais para os beneficiários do Bolsa Família. Os aparelhos permitem que os televisores de tubo também recebam o novo sinal.

“Se a gente fosse seguir a verão inicial do Decreto 5.820/06, nós iríamos desligar o sinal analógico em todo o Brasil hoje, dia 30. Mas, em 2013, depois de diversas pesquisas e estudos internacionais, foi decidida a alteração do cronograma de forma escalonada, já que não seria viável encerrar o sinal em uma única data devido à extensão territorial e diversidades do País”, afirma Zambelli.

 

A programação

Hoje, o calendário prevê até 2018 o desligamento das capitais, regiões metropolitanas e cidades em que seja necessário liberar a frequência usada pela TV analógica para a implantação da quarta geração da telefonia móvel, o 4G, na faixa de 700 MHz. Essa frequência foi leiloada em 2014 pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Atualmente, o 4G já está prestado na faixa de 2,5 GHz.

A próxima cidade no calendário de desligamento é Brasília, contando com mais nove municípios do Entorno do DF, em 26 de outubro. Confira o cronograma de desligamento aqui.

Published in NOTÍCIAS

Abertura SET Expo 2016

 

O SET Expo 2016 foi aberto oficialmente nesta terça-feira (30), no Expo Center Norte, em São Paulo, em cerimônia que reuniu autoridades do mercado de tecnologia para transmissão e personalidades políticas. Entre os convidados que compuseram a mesa, esteve o Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab; o ministro das comunicações do Japão, Jiro Akama; e do presidente do Fórum SBTVD, Roberto Franco

As boas-vindas foram estendidas pelo presidente da SET, Olimpio José Franco, que em dado momento do discurso chegou a se emocionar, ao recordar as conquistas do setor e a contribuição da feira nesse processo de crescimento.

A cerimônia ainda lembrou os dez anos da adoção do padrão ISDB-T para a TV Digital aberta no Brasil. Em comemoração à data, placas de homenagem foram trocadas entre os presidentes do Fórum SBTVD e SET, e autoridades do Japão.

O auditório ainda recebeu diversas autoridades representando países da América Latina: Augusto Espín, ministro das telecomunicações do Equador; Ebal Jair Diaz Lupian, presidente da Comissão Nacional de Telecomunicações de Honduras; Miguel Ángel de Godoy, presidente da Agência Nacional de Comunicações da Argentina; Edwin Estrada Hernandez, vice-ministro das Telecomunicações da Costa Rica; Marco Antonio Vásquez Quiroga, vice-ministro das Telecomunicações da Bolívia; Cristian Alexander Aguilar López, vice-ministro das Comunicações da Guatemala; Raul Lazcano, chefe de Política Regulatória e da Divisão de Estudos da Subsecretaria de Telecomunicações, do Chile; Cesar Palacio Carceres, diretor geral de Comunicação Estratégica, Informação e Secretaria de Comunicação do Paraguai; Judith Coromoto Acevedo Diaz, diretor geral de telecomunicações e serviços postais da Venezuela; e Nahima Janet Diaz Flores, diretora geral do Conselho de Telecomunicações e Instituto Postal da Nicarágua.

Published in NOTÍCIAS

Nota26.08

 

Algumas empresas associadas ao Fórum SBTVD apostam em novas tecnologias e serviços para acompanhar a evolução da transmissão na televisão aberta nos últimos anos. Abaixo, uma seleção das principais novidades apresentadas ao mercado durante o SET Expo 2016, realizado entre os dias 29 de agosto e 1 de setembro, no Expo Center Norte, em São Paulo:

 

EITV

A EiTV destaca o Inspector, equipamento que grava o sinal BTS e o analisa em todos os aspectos. Isso inclui o Transport Stream, decodificando tabelas do PSI/SI, exibindo PIDs com seus tipos, bitrate e erros de continuidade. Como opção, podem ser configurados períodos para exportação automática do BTS completo (comprimido) ou de serviços especificados, tudo com horários pré-estabelecidos, de acordo com o EPG ou de forma independente. Neste caso, a baixa resolução aumenta os períodos de gravação. Aceita os formatos RF, ASI (188/204) ou IP. A EiTV está localizada na Rua A 8, stand 28.

 

HITACHI

No SET Expo, a Hitachi vai focar no tema “consumo de energia elétrica” em seus transmissores da família E-Compact, com tecnologia Doherty, que proporcionam redução de até 50% no consumo de energia elétrica. A tecnologia também é uma oportunidade para nova avaliação da relação entre Eficiência Energética x MER x Área de Cobertura, por meio da apresentação de estudos, simulações laboratoriais e práticas de como otimizar os parâmetros de acordo com a necessidade específica. A Hitachi está localizada na Rua C/D 6, stand 83.

 

SHOWCASE PRO

Com exclusividade, a ShowCase PRO demonstra durante o SET Expo um sistema que vai atender a pessoas com deficiência auditiva. A tecnologia inovadora criada pela ShowCase PRO insere um segundo fluxo de vídeo no televisor e permite ao telespectador habilitar e desabilitar, por meio de simples opção inserida no menu, a tela de LIBRAS. Dezenas de pesquisas e testes foram realizados nos últimos dois anos, com o auxílio de portadores de deficiência auditiva. A ShowCase PRO está localizada na Rua D 4, stand 88.

 

SONY

A Sony apresenta inovações para todo o mercado audiovisual, entre soluções de produção de estúdio, jornalismo e cinema, equipamentos de áudio profissional e câmeras compactas, bem como soluções wireless e IP, para produções ao vivo e monitoração de referência, e opções para arquivamento de conteúdo.

Entre as grandes novidades deste ano, está o lançamento mundial da câmera HXR-NX5R. O modelo NXCAM possui três sensores CMOS e é uma evolução da antiga HXR-NX5, oferecendo importantes avanços na qualidade de imagem. Também integra luz LED embutida ajustável, processador de sinal digital (DSP), redução de ruído avançada e máxima reprodução de detalhes. A câmera, ainda apresenta uma função de menu direto e joystick de rápida resposta, para melhorar a facilidade de uso, e novas funções de rede avançadas como FTP e transmissões ao vivo, com Wi-Fi integrado, bem como gravações de backup simultaneamente por meio de dois slots para cartões SD.

A fim de consolidar sua presença neste segmento, a Sony também lança na feira o switcher compacto MCX-500. O equipamento conta com 9x Entradas de Vídeo (incluindo 3G-SDI, HDMI e Composto), efeitos de Transição (CUT/MIX/WIPE) e funções avançadas, como: Gravação de PGM em codec AVCHD, Mixer de Áudio de 5x Canais integrado e capacidade de realizar stream de vídeo ao vivo para plataforma USTREAM. A Sony está localizada na Rua B/C 5/6, stand 55.

 

TECSYS

A Tecsys leva para o SET Expo a linha de transmissores ISDB-T de baixa potência (25, 50 e 100 watts), resultado de parceria com a empresa espanhola, Tredess. A Tecsys está localizada na Rua D 5, stand 113.

 

TQTVD

A TQTVD apresenta o AstroTV+ (Plus), evolução do AstroTV; o middleware Ginga, que proporciona uma nova experiência de assistir a televisão aberta; e a WebTV (VoD), permitindo o acesso a canais de vídeo via Internet, assim como é feito na TV  Digital. A TQTVD está localizada na Rua A, stand 02.

 

VOICEINTERACTION

Especializada na geração de closed caption automático por reconhecimento de voz, a VoiceInteraction destaca o Audimus Media, sistema totalmente automatizado, instalado na infraestrutura da emissora, e que produz legendas em tempo real. A VoiceInteraction está localizada na Rua C 7, stand 82B.

Published in NOTÍCIAS

Nota19.08

 

A população de Maceió/AL ganhou no final de julho acesso ao sinal digital da TV Senado. Mais de um milhão de moradores da região metropolitana da capital de Alagoas podem agora acompanhar as notícias do Legislativo e a atuação dos senadores pelo canal 35.1 (canal UHF digital).

O canal 35.3 será ocupado pela TV Câmara. Já o canal 35.2 será destinado à TV Cidadã, do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas. A tecnologia digital de multiprogramação permite o compartilhamento do mesmo canal com outros parceiros, o que reduz os custos de instalação.

Nessa perspectiva, o Senado e a Câmara assinaram um acordo em 2012, em que ambos se comprometeram a instalar e operar as duas emissoras, em 13 capitais cada, abrindo espaço a um parceiro local. As duas Casas legislativas respondem pela compra dos transmissores. No caso de Maceió, o Tribunal de Contas, por meio de protocolo de intenções assinado com o Senado em janeiro de 2014, assumiu o compromisso de arcar, por exemplo, com os custos de aluguel da torre, de energia e de guarda dos equipamentos.

“O Senado e a Câmara firmaram acordo de reciprocidade para instalar emissoras em todas as capitais, ficando cada Casa com a responsabilidade de transmissão de 13 cidades. O Senado passou então a fazer parcerias locais, cedendo um canal e transferindo a uma instituição pública, por isso que esse conceito foi estendido aos Tribunais de Contas dos estados, a começar por Alagoas a responsabilidade pela instalação e manutenção do sistema de transmissão”, explica o presidente do Senado, Renan Calheiros.

 

Rede em expansão

Em 2006, o Senado começou o projeto da Rede Senado de Televisão em sinal aberto gratuito para todo Brasil, utilizando o padrão analógico. Em 2011, foi instituída a Rede Senado de Rádio e TV Digital.

Atualmente, estão em operação os canais digitais e analógicos da TV Senado em Belém, Boa Vista, Brasília, Cuiabá, Fortaleza, Gama (DF), João Pessoa, Macapá, Maceió, Manaus, Natal, Recife, Rio Branco, Salvador, São Luís e Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro. E os canais digitais, em parceria com a Câmara dos Deputados, em Belo Horizonte, Cuiabá, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Natal, Palmas, Porto Alegre, Salvador, São Paulo e Vitória. 

Published in NOTÍCIAS

Nota17.08

A emissora RIC TV, afiliada da Rede Record, agora pode ser assistida com sinal digital em toda Santa Catarina. O Grupo RIC, responsável pelo canal no estado e produção local no Paraná, divulgou que investiu mais de R$ 35 milhões no processo de digitalização, modernizando as sedes de Florianópolis, Joinville, Blumenau, Itajaí e Chapecó. A aplicação ocorre desde 2011 e vai impactar quatro milhões de espectadores.

A antena ERI, importada dos Estados Unidos, foi instalada na região de Xanxerê e vai permitir, a partir de agora, que o público acompanhe a programação com qualidade de som e imagem. A modernização garante transmissões sem chuviscos ou interferências e sinal, também, para smartphones e tablets com antenas.

“Investimos no telespectador, para que ele tenha em casa imagem gratuita de cinema. Com isso, o Grupo RIC chega a 100% das suas emissoras com sinal digital: seis na RIC TV e uma na Record News SC”, avalia o diretor superintendente do grupo de mídia, Reynaldo Ramos Junior.

De olho nas adaptações tecnológicas, noticiários da casa passaram a adotar novos cenários, logos e vinhetas. É o caso do Jornal do Meio-Dia, SC No Ar e RIC Notícias. “As mudanças deixam a marca com tons mais suaves, levando uma imagem moderna e futurística, saindo do quadrado simples”, defende o gerente operacional do Grupo RIC em Santa Catarina, Marcelo Campanholo.

Published in NOTÍCIAS
Página 19 de 20