Nota13.12

A população de mais 18 municípios gaúchos (confira abaixo) foi incluída na lista de beneficiados do Governo Federal para retirada gratuita do kit de TV digital (composto por receptor, antena e controle remoto).

O equipamento permitirá que mais de 480 mil famílias continuem assistindo TV em seus aparelhos antigos após o desligamento do sinal analógico no estado do Rio Grande do Sul, agendado para 31 de janeiro de 2018.

Com essa inclusão, a programação dos canais abertos será transmitida apenas pelo sinal digital, inicialmente, para 107 municípios do Estado. Em todo o Rio Grande do Sul, o processo será concluído até dezembro de 2023. 

Para saber quem tem direito ao kit gratuito, a população dessas cidades deve ligar gratuitamente para o número 147 ou acessar este site com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos.

Se o nome estiver na lista, basta realizar o agendamento para retirada do kit gratuito. Cada família pode escolher o ponto de entrega mais próximo da residência, bem como a melhor data e horário para buscar os equipamentos. Nesses pontos, os beneficiários também recebem orientação técnica sobre a instalação da antena digital e conversor.

 

Confira os municípios incluídos no desligamento:

Bom Princípio

Capitão

Cotiporã

Cruzeiro do Sul

Ipê

Lindolfo Collor

Maratá

Mato Leitão

Minas do Leão

Nova Hartz

Nova Pádua

Pouso Novo

Salvador do Sul

Santa Clara do Sul

São Pedro da Serra

São Valentim do Sul

São Vendelino

Sentinela do Sul

Publicado em NOTÍCIAS

Nota06.03

 

A migração para o sistema de TV Digital, prevista para ocorrer em 89 municípios do Rio Grande do Sul, iniciou sua contagem regressiva no último dia 31 de janeiro. No mesmo dia, em 2018, o sistema analógico será desligado e todos os canais abertos passarão a ser totalmente digitais. Venâncio Aires, cidade localizada no interior do estado, não está inclusa nesta primeira lista, entretanto, a procura pelos conversores digitais tem crescido muito nos estabelecimentos locais.

A reportagem do jornal Folha do Mate foi às ruas para conferir como está a procura por novos aparelhos de TV e também pelos conversores digitais. Nos três estabelecimentos consultados, os vendedores afirmaram que a venda de conversores aumentou significativamente.

O vendedor de uma loja de eletrônicos, Fábio Schulz, explicou que a venda passou a crescer a partir do mês de dezembro. “Antes, eram encomendados em torno de cinco ou seis aparelhos mensalmente, e, agora, é preciso fazer o pedido de cerca de 20. Algumas vezes, ainda torna-se necessário fazer dois pedidos em um mesmo mês, o que antes raramente ocorria”, relata.

A vendedora de uma loja de eletrodomésticos, Maria Ieda Brixus, relata que o estabelecimento oferece todas as TVs com conversor digital embutido e que, nesta semana, passou a oferecer também conversores digitais aos seus clientes. Ela explica que a venda dos televisores sempre passa por alta em datas especiais, como Natal, Dia das Mães e dos Pais e Copa do Mundo, por exemplo, mas o que chama atenção é que os consumidores fazem questão de questionar sobre a inclusão do conversor na TV.

Em outro estabelecimento de venda de eletrodomésticos de Venâncio Aires, a venda de conversores digitais também aumentou desde o início do ano. De acordo com o vendedor, Régis Kipper, no local são vendidas apenas TVs que já têm o conversor embutido. Kipper explica que o consumidor interessado em adquirir um aparelho televisor novo, logo questiona sobre a inclusão ou não do conversor. “As pessoas estão bem informadas”, destaca.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota02.02

 

Desde o dia 30 de janeiro, 89 municípios da Grande Porto Alegre e regiões de Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul começaram a contagem regressiva para a migração ao sistema de TV digital que vem sendo implementado no País desde o ano passado. 

Agora, os moradores que ainda contam com o sinal analógico de TV começaram a receber mensagens de aviso durante a programação diária: em três momentos do dia será exibido um A (de analógico) no canto superior direito da tela e uma mensagem em texto na parte inferior. Conforme o passar dos meses, os avisos serão intensificados e permanecem até o dia 31 de janeiro de 2018, data em que essas cidades desligam a transmissão analógica e passam a receber, de forma definitiva e gratuita, sinal em alta definição de som e imagem.

O novo sistema digital também vai oferecer aos gaúchos recursos interativos, dos quais as emissoras podem se beneficiar para gerar conteúdos adicionais.

Em 2016, o sinal analógico de TV já foi desligado nas cidades de Rio Verde/GO, que serviu de projeto-piloto, e Brasília/DF. Os próximos desligamentos acontecem em São Paulo, em março; Goiânia, em maio; e Belo Horizonte, Fortaleza, Recife e Salvador, todos em julho.

Confira os municípios do Rio Grande do Sul que iniciaram a transição digital: Alto Feliz, Alvorada, Araricá, Arroio do Meio, Arroio dos Ratos, Balneário Pinhal, Barão, Barão do Triunfo, Barra do Ribeiro, Bento Gonçalves, Boa Vista do Sul, Bom Retiro do Sul, Brochier, Butiá, Cachoeirinha, Campestre da Serra, Campo Bom, Canela, Canoas, Capela de Santana, Capivari do Sul, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Charqueadas, Cidreira, Colinas, Dois Irmãos, Eldorado do Sul, Estância Velha, Esteio, Estrela, Farroupilha, Fazenda Vilanova, Feliz, Flores da Cunha, Garibaldi, General Câmara, Glorinha, Gramado, Gravataí, Guaíba, Harmonia, Igrejinha, Imbé, Imigrante, Ivoti, Lajeado, Linha Nova, Monte Belo do Sul, Montenegro, Morro Reuter, Nova Petrópolis, Nova Roma do Sul, Nova Santa Rita, Novo Hamburgo, Osório, Palmares do Sul, Pareci Novo, Parobé, Paverama, Picada Café, Portão, Porto Alegre, Presidente Lucena, Rolante, Santo Antônio da Patrulha, São Francisco de Paula, São Jerônimo, São José do Hortêncio, São José do Sul, São Leopoldo, São Marcos, São Sebastião do Caí, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Tabaí, Tapes, Taquara, Taquari, Teutônia, Tramandaí, Três Coroas, Triunfo, Tupandi, Vale Real, Veranópolis, Viamão, Westfália, Xangri-Lá.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota26.01

 

A RBS TV, afiliada da TV Globo no Rio Grande do Sul, tem apresentado nos últimos dias diversas matérias sobre a mudança do sinal analógico para o digital, que vai atingir todos os canais abertos a partir de 2018 – no estado gaúcho, o desligamento está agendado para 31 de janeiro do próximo ano.

A pesar do tempo que resta, é importante estar atento e fazer como Rosélia Thorma, funcionária da rodoviária de Porto Alegre. Ela preferiu não esperar a data limite e resolveu adaptar a TV antiga, que hoje só recebe o sinal analógico, para o digital.

A TV é de plasma e possui tela plana, mas como foi fabricada antes de 2012, vai precisar de um conversor para sintonizar os canais digitais. Na loja em que Rosélia comprou o aparelho, os vendedores já estão acostumados a ajudar os clientes. Segundo Vinícius Zampieron, proprietário do estabelecimento, a procura aumentou nos últimos meses. “Tínhamos uma média de 300 a 400 vendas de conversores por mês. Assim que começaram as propagandas, tivemos um aumento de três vezes no número de vendas”.

Foi o que o aposentado Hélio Borges fez. Com sinal digital em sua casa na praia, decidiu comprar o conversor que faltava para mais duas TVs. “O sinal é muito bom! Quero transformar os outros televisores no mesmo sistema”.

Mas só o conversor não basta. É preciso também uma antena UHF. Aquelas antigas, que muitas pessoas já têm no telhado, não servem para receber o sinal digital. É importante saber que a antena UHF pode ser interna ou externa, com a qualidade do sinal dependendo da posição da casa em relação à retransmissora da RBS TV. As lojas costumam indicar profissionais quando a instalação precisa ser feita no telhado.

As TVs mais modernas – fabricadas depois de 2012 – já possuem conversor integrado, bastando apenas a instalação da antena. “É muito bom ter a televisão com o sinal bem nítido, melhor do que aquela imagem cheia de chuviscos e rabiscos”, comenta a aposentada, Marion Santos da Rosa Kroeff, outra moradora do Rio Grande do Sul que aderiu ao sinal digital em sua casa.

Publicado em NOTÍCIAS