Nota27.07 1

 

O fim do sinal analógico no Recife e região metropolitana aconteceu na virada desta quarta (26) para quinta-feira (27). Exatamente às 23h59, as cidades de Abreu e Lima, Araçoiaba, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Igarassu, Ilha de Itamaracá, Ipojuca, Itapissuma, Jaboatão dos Guararapes, Moreno, Olinda, Paulista, Recife e São Lourenço da Mata participaram de mais um capítulo da história da TV brasileira.

Para se despedir, muitos moradores ficaram acordados e acompanharam a transição. Entre eles, está o casal de aposentados, Paulo e Célia, declaradamente apaixonados por televisão. Ambos fizeram questão de acompanhar a programação nos dois aparelhos de TV: a antiga, ainda precisava de lã de aço na antena para conseguir melhorar a imagem; e na nova, bem moderna, que deixava clara a diferença da nova era.

O marco foi equiparado a outra grande mudança na história da TV: “Eu até comparo, na minha lembrança, o momento do surgmento da TV colorida. Foi uma mudança impactante”, revela Paulo.

Na TV Jornal, de Recife, houve uma contagem regressiva para a transição. A TV digital, na opinião da diretora de Jornalismo da emissora, Beatriz Ivo, exige novas competências e traz desafios. “Vamos, agora, discutir o que as novas tecnologias nos permitem, como integração com a internet, interatividade... é uma nova janela que se consolida para que possamos levar o melhor da programação para as pessoas de casa”.

A capital pernambucana é a primeira do Nordeste a receber o sinal digital. Mais de 600 mil kits gratuitos para recepção do sinal de TV digital foram distribuídos aos beneficiários de programas sociais do Governo Federal, restando cerca de 120 mil ainda para serem entregues. Cerca de 92% dos domicílios da Grande Recife estão aptos a receberem o novo sinal, segundo pesquisa aferida pelo Ibope Inteligência.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota27.07

 

O desligamento do sinal analógico de TV será feito às 23h59 desta quarta-feira (26) no Recife e em 14 cidades da região metropolitana. O conjunto de municípios, os primeiros do Nordeste brasileiro a passarem pelo processo, estabeleceram uma marca: atingiram o maior nível de adoção do sinal digital de TV já registrado entre as localidades que passaram pela migração.

Segundo pesquisa do Ibope Inteligência, 92% dos 1,2 milhão de domicílios da região contavam com sinal digital. O instituto fez o levantamento a pedido do Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired). Com isso, a implantação da TV digital em terras pernambucanas atingiu o percentual mínimo de 90% (com margem de erro de três pontos percentuais) para que o sinal de TV analógica seja desligado.

Carolina Duca, gerente de tecnologia da Globo no Recife, diz que o desafio é que mais de 45% das residências eram de pessoas incluídas no Cadastro Único, que inclui participantes de programas sociais como Bolsa Família e e Minha Casa Minha Vida. Elas têm direito a receber gratuitamente um kit, com conversor e antena. “A gente não sabia se elas iriam retirar o kit”. Tanto retiraram, que a Seja Digital distribuiu 530 mil kits no Recife.

Até agora, a região pernambucana foi a que embarcou com maior força na era da TV digital. Em São Paulo e em 38 cidades da região metropolitana, o índice era de 90% quando o sinal analógico foi desligado em março deste ano.

Goiás e Distrito Federal também obtiveram 92% de residências com sinal digital. Só que esse percentual só foi alcançado após o desligamento ter sido adiado uma vez pelo Gired. O grupo por representantes da Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel), das emissoras de TV e de empresas de telecomunicações.

O resultado de Recife não foi alcançado sem esforço. Iniciativas das emissoras ajudaram. A Patrulha Digital, da TV Globo, capacitava alunos do SENAI e de institutos federais para que ensinassem a instalar conversores digitais e configurasses as TVs que já estivessem aptas a receber o sinal digital.

Além disso, Recife sediou alguns feirões para vender televisores e adaptadores para quem não fosse beneficiário de programas sociais do Governo Federal.

 

TV Digital + 4G

Com o desligamento, a programação das emissoras da região de Recife ficará disponível somente no formato digital, que possui mais qualidade de som e imagem.

As transmissões de TV digital no Brasil começaram em 2007. Com o sinal digital, imagem e som possuem maior qualidade. Diferentemente do analógico, não sofre interferências, o que permite às imagens chegarem ao televisor sem chuviscos e “fantasmas”.

As frequências de radiofrequência com o desligamento do sinal analógicos serão usadas para a banda larga 4G.

Após o desligamento, quem sintonizar a TV em algum canal aberto cujo verá na tela uma cartela informativa durante 30 dias.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) estima que, até 2018, 1,3 mil municípios já estejam com o sinal analógico desligado.

A expectativa é de que, em 2023, a TV digital esteja disponível em todos os domicílios do país. Ao todo, R$ 3,6 bilhões serão disponibilizados para tanto – quantia custeada quase que integralmente por empresas de telecomunicações.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota30.06

 

O sinal analógico de televisão será desligado no dia 26 de julho na Grande Recife. Devido a isso, desde o dia 15 de maio, a Seja Digital realiza na capital pernambucana e região metropolitana a entrega dos kits gratuitos – compostos por conversor, antena e controle remoto – para o acesso à TV digital.

Entre os pontos de distribuição estão as agências dos Correios. A localizada na Avenida Guararapes, área central do Recife, recebe diariamente ente 1,5 mil e 2 mil pessoas para retirarem os equipamentos.

A dona de casa, Alessandra Maria da Conceição, comemora a migração do sinal. “Acho ótima essa mudança, porque as imagens são limpas e bonitas. E gostei bastante do treinamento, porque agora já sei como instalar”. O técnico de enfermagem, Lenílson Alves, também só foi elogios. “A imagem melhora muito com o sinal digital e o atendimento aqui está muito rápido”. A mesma opinião tem a dona de casa, Sandra Pereira, que está na expectativa pelo novo sinal, após ter visto toda a qualidade pela primeira vez no treinamento realizado nos Correios. “É ótimo isso, porque o sinal é melhor e não vai ter mais chiado na televisão”.

Para adquirir gratuitamente o kit digital, é necessário ser beneficiário de programas sociais do Governo Federal. As pessoas devem ligar para o número 147 ou acessar o site www.sejadigital.com.br/kit para agendar o atendimento. Foram disponibilizados para a região mais de 600 mil kits. Até o momento, 450 mil já foram agendados e mais de 300 mil retirados.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota12.06

 

Os apaixonados pela história da televisão podem conhecer a Vila Digital, exposição montada no Centro Cultural dos Correios (Avenida Marquês de Olinda, 262), no Recife Antigo, que traça uma linha do tempo sobre a história da TV brasileira até a mudança do sinal analógico para o digital.

Aparelhos antigos e imagens que marcaram época dos anos 50 até hoje fazem parte da exposição. Logo na entrada, o piso simula um grande televisor e interage a cada movimento dos pés dos visitantes. Durante o passeio, as pessoas ainda podem, literalmente, entrar em um aparelho televisivo para saber como funciona a alta definição e também interagir com apresentadores de TV.

A Vila Digital chega para marcar o início do processo de desligamento da TV analógica na capital e cidades da região metropolitana de Recife, agendada para o dia 26 de julho deste ano. A exposição permanece aberta até o dia 9 de julho e funciona todos os dias, das 11h às 17h.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota18.05

 

A aglomeração de pessoas foi grande na manhã desta quarta-feira (17), à frente da Agência Central dos Correios, em Recife. O local, desde o dia 15, funciona como ponto de distribuição gratuita dos kits digitais, que contêm antena, conversor e controle remoto para beneficiários de programas sociais do Governo Federal. A instalação dos aparelhos é necessária, pois o sinal analógico será desativado na Região Metropolitana da capital pernambucana no dia 26 de julho.

Apesar da movimentação intensa, o atendimento ocorreu de forma tranquila e as filas não demoraram a ser dispersadas. E como o agendamento está sendo realizado pelo telefone 147 ou por meio do site www.sejadigital.com.br, não há necessidade de chegar com muita antecedência ao ponto de retirada. Foi o que fez Ruth Rêgo Barros, de 57 anos. Moradora do Ibura, ela foi atendida rapidamente. “A organização está de parabéns. Foi tudo muito tranquilo”, disse. Já Alessandra Gomes Dantas, da Guabiraba, chegou com seu bebê de colo às 8h30, por medo de tumultos, mesmo com previsão de ser atendida apenas às 10h30. “Era melhor chegar cedo porque era muita gente agendada no mesmo horário. Mas não me arrependi”.

O presidente da Seja Digital, Antonio Carlos Martelletto, afirma que serão distribuídos aproximadamente 600 mil kits até julho. “Todo o aparato foi montado para que as pessoas fossem atendidas sem ter que passar por filas. Então, quem chega antes tem que aguardar, já que o volume de atendimentos por dia vai ser grande. A única coisa importante é que o agendamento seja feito antes de buscar atendimento em um ponto de retirada”, frisou.

A distribuição dos kits digitais permanece e será feita em diversos pontos da Região Metropolitana de Recife e, por ora, no centro do Recife, em Ipojuca, Abreu e Lima, Porto de Galinhas e Araçoiaba.

Publicado em NOTÍCIAS