Nota12.09

 

As emissoras de TV estão se preparando para digitalizar seus sinais em municípios pequenos e cumprir o cronograma definido pelo governo. Entre 2019 e 2023, haverá o desligamento do sinal analógico nessas regiões, impactando uma audiência estimada em 77 milhões de pessoas.

Em conversa com o NaTelinha, Roberto Franco, diretor de redes e afiliadas e assuntos regulatórios do SBT, aponta a crise financeira de algumas prefeituras como fator que dificulta a digitalização de alguns locais. “O SBT tem tomado todas as providências para que nenhuma cidade fique de fora. Existe uma grande dificuldade, que no passado foi atendida pelas prefeituras, mas que no presente não tem como financiar como fizeram antes. As emissoras e o governo encontrarão uma solução para manter o acesso de todos os brasileiros a esse meio tão importante que é a TV aberta”.

Já o diretor de tecnologia da Globo, Raymundo Barros, defende o compartilhamento de infraestruturas entre as emissoras como um caminho para atingir a meta e evitar que 4.244 municípios fiquem sem TV aberta. “No caso da Rede Globo, já cobrimos hoje 20 milhões desses habitantes. O grande desafio será digitalizar os 57 milhões não cobertos e acreditamos que uma forma inteligente e viável de endereçar essa questão é buscar o compartilhamento de infraestrutura entre todas as Redes, não apenas abrigo, torre e energia, mas também com antenas e transmissores modulares. Essa é uma forma de vencer este grande desafio e cumprir a meta”.

Segundo Barros, este é um processo que exige a união de todas as partes. “Essa colaboração é fundamental para acelerar a implantação do sistema e para esclarecimento da população. O Japão, por exemplo, fez um processo de switch off que deve ser seguido. Para que a migração acontecesse de forma satisfatória, foram visitados 20 milhões de domicílios”.

A Globo atualmente cobre 100% dos habitantes cujos municípios têm o desligamento previsto para o final de 2016, e 97% e 88% dos moradores que vão passar pelo mesmo processo em 2017 e 2018, respectivamente, com 547 estações digitais no ar em todo o Brasil.

“Outro fator importante para atingir a meta, além dos investimentos e compartilhamento de infraestruturas, é o processo de ações efetivas de comunicação. A Rede Globo realiza diversas ações voluntárias como campanhas nacionais e treinamentos para o varejo e antenistas. Uma ação muito representativa, por exemplo, é a Patrulha Digital, na qual investimos na formação de multiplicadores nas localidades que estão sendo digitalizadas. Com parceiros locais, capacitamos jovens de cursos técnicos do SENAI para que tirem dúvidas da população e auxiliem na correta instalação dos equipamentos”.

Já a Record, por meio da assessoria de imprensa, informou que está investindo na ampliação da cobertura, ao mesmo tempo em que lida com o desafio de conquistar concessões de outros canais. “Temos um desafio em algumas cidades que ainda dependem da concessão de novos canais, parcerias com prefeituras e transmissores adequados. Em alguns casos, a recepção que hoje é feita por parabólica, pode passar a receber sinal livre, aberto, gratuito e terrestre”.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota09.09

 

Panasonic, Sony e a NHK formaram consórcio no Japão para desenvolverem a tecnologia 8K nos televisores. O objetivo da emissora e demais redes de TV do país é iniciar as transmissões regulares já em 2018, pensando nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

 Vários testes foram realizados durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro, neste ano, quando foram geradas em torno de 100 horas de transmissões com a tecnologia – embora as telas das televisões não estejam ainda preparadas para essa definição.

O consórcio será liderado pela NHK. Já a fabricante Socionext, resultado da fusão entre as divisões de chips da Fujitsu e da Panasonic, vai estar envolvida no desenvolvimento da próxima geração de processadores para a nova era do vídeo.

Entre 17 e 20 de outubro, a NHK demonstra transmissões em 4K e 8K na feira MIPCOM, em Cannes, França.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota08.09

O superintendente do Grupo RIC em Santa Catarina, Reynaldo Ramos, e o diretor regional, Silvano Silva, estiveram reunidos com autoridades, representantes de entidades e imprensa em Canoinhas/SC e Mafra/SC, no final de agosto, para lançar o sinal HD da RICTV Record. Agora, os moradores das duas cidades podem sintonizar a emissora e ter a qualidade de cinema dentro de casa.

Em Canoinhas, o lançamento foi durante um almoço no Hotel Planalto, e no fim do dia, o evento aconteceu no Hotel Susin, em Mafra. Desde 2011, quando a RICTV Record iniciou o processo de digitalização das emissoras, mais de R$ 35 milhões já foram investidos em tecnologia de ponta para garantir ainda mais qualidade de som e imagem aos telespectadores. 

O diretor regional destacou a importância desse investimento. “Nossa matéria-prima é o som e a imagem de qualidade. Por isso, temos investido, feito cada vez melhor e avançado o estado a dentro para dar oportunidade às pessoas de verem uma televisão de qualidade com uma programação nacional espetacular e regional cada vez melhor”.

Para assistir, basta fazer a busca automática pelo canal. Em Mafra, está sintonizado no 55.1 e em Canoinhas no 11.1.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota06.09

 

O sistema de TV digital brasileiro pode ter resolução 4K em 2020, segundo Gilberto Kassab, ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações. A meta inicial, segundo ele, é ampliar a cobertura do sinal de TV digital no País, com previsão de conclusão para 2023. “A solução para satélite sempre é a ideal, mas nós temos que ter a consciência que talvez não consigamos em um primeiro momento. Mas ela não está abandonada”, afirmou o ministro durante o SET Expo 2016.

O Japão iniciou neste mês a transmissão de sinal 4K via satélite, o que atesta a viabilidade do meio de transmissão. Por questões de espectros disponíveis para o broadcast desse tipo de imagem, especialistas do setor indicam que a adoção da transmissão via cabos, como fibra óptica, pode ser necessária.

Até 2018, 11 milhões de participantes de programas sociais recebem gratuitamente o receptor de sinal de TV digital, medida em prol do desligamento do sinal de TV analógica.

Publicado em NOTÍCIAS

Nota05.09

 

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) divulgou a relação dos 966 municípios brasileiros que vão ter o sinal analógico de televisão desligado em 2018 e passam a contar somente com o sinal digital. A portaria nº 3.493, publicada no Diário Oficial da União, também estabelece os novos requisitos do conversor digital distribuído aos beneficiários do programa Bolsa Família e do Cadastro Único. Ao todo, o sinal analógico será desligado em 1.326 cidades.

A nova portaria complementa outras duas portarias, publicadas anteriormente, que detalham o cronograma de implantação do sistema de TV digital no país. O documento também determina mudanças no conversor digital, de acordo com o que foi proposto e autorizado pelo Grupo de Implantação da TV Digital (Gired). O equipamento garante a interatividade para o telespectador e terá, obrigatoriamente, controle remoto, interface USB, dois tipos de saída de áudio e vídeo, além de permitir a utilização de recursos de acessibilidade.

Os conversores digitais com essa configuração começam a ser entregues às famílias do Cadastro Único na capital e outras cidades de São Paulo ainda neste ano. Nestas cidades, o desligamento do sinal analógico de televisão está previsto para 29 de março de 2017.

O gestor do processo de implantação da TV digital do MCTIC, William Zambelli, explica que o objetivo dessas diretrizes é garantir que uma parcela maior da população carente não fique sem sinal de televisão nas localidades onde ocorre o desligamento do sinal analógico até dezembro de 2018.

Ainda de acordo com a portaria 3.493, as cidades que não estão listadas nos cronogramas de 2016, 2017 e 2018 devem ser desligadas até 31 de dezembro de 2023. Com o desligamento analógico, a faixa de frequência de 700 MHz fica livre para a expansão da internet 4G em todo o Brasil.

Confira a portaria com a lista de cidades que serão desligadas em 2018 e os requisitos dos conversores aqui.

Publicado em NOTÍCIAS

 Balanço Fórum SBTVD

 

Foram três de dias exposição, com milhares de visitantes e uma quantidade numerosa de negócios realizados e prospectados. A perspectiva positiva ao final do SET Expo 2016 também é compartilhada pelo presidente do Fórum SBTVD, Roberto Franco, que avalia como essencial a participação da entidade em mais uma edição do evento.

A presença, como Franco explica, se faz necessária devido à representatividade do Fórum para o mercado de televisão aberta no País. “É de extrema importância fazemos parte de um evento, por meio do qual todas as categorias dessa cadeia interagem. Participamos não apenas para buscar oportunidades, mas também para entendermos quais serão as próximas demandas”.

O espaço apresentou as características e benefícios da TV Digital aberta no Brasil, enfatizando a gratuidade e fácil acesso da tecnologia por qualquer cidadão. Na visão do presidente, o trabalho só tende a aumentar por conta da chegada de novas tecnologias de transmissão. “Com a expertise adquirida ao longo de todos esses anos, o Fórum SBTVD tem muito a contribuir com o futuro da televisão”.

Publicado em NOTÍCIAS

ShowCase PRO

 

A entrada definitiva na era da resolução digital, processo iniciado em abril deste ano, derivou diversas transformações no modo de transmitir o conteúdo ao telespectador. Interatividade e acessibilidade, atualmente, estão associadas ao entretenimento e demandam a prioridade das empresas no desenvolvimento de novos serviços e tecnologias.

Com exclusividade, a ShowCase PRO demonstra no stand do Fórum SBTVD um sistema que vai atender a pessoas com deficiência auditiva – no Brasil, essa parcela é representada por cerca de 15% da população, segundo dados recentes apresentados pela Organização Mundial de Saúde. A tecnologia inovadora insere um segundo fluxo de vídeo no televisor e permite ao telespectador habilitar e desabilitar, por meio de simples opção inserida no menu, a tela de LIBRAS.

Dezenas de pesquisas e testes foram realizados nos últimos dois anos, com o auxílio de portadores de deficiência auditiva. O intuito, segundo Rafael Peressinoto, co-fundador e diretor de Engenharia da ShowCase PRO, era entender realmente a necessidade dessas pessoas.

Publicado em NOTÍCIAS
Página 10 de 13