Screen Service

Os transmissores Screen NeXT, da Screen Service, são o resultado do melhor aprimoramento das tecnologias de transmissão digital hoje disponíveis. Eles unem níveis extremos de eficiência, robustez, confiabilidade, linearidade de sinal, flexibilidade de operação e facilidade de manutenção.

A linha inteiramente fabricada com tecnologia de amplificação Doherty e conta com o exclusivo precorretor Screen, que permite a quebra do paradigma entre eficiência e MER, atingindo o máximo possível dos dois desempenhos.

Já a exclusiva tecnologia Extreme Efficiency de banda larga chega otimizada para o mercado digital brasileiro (de 470MHz a 700MHz), atingindo até 53% da eficiência do pallet de potência. Isto permite também que o transmissor opere com baixas temperaturas, aumentando a vida útil e diminuindo a dissipação de calor e consumo de ar condicionado. 

Publicado em NOTÍCIAS

Nova Diretoria SET

 

No final do dia 31, a diretoria e associados da SET se reuniram em Assembleia para deliberar sobre vários assuntos de interesse da entidade. A reunião foi presidida pelo fundador e ex-presidente da SET, Adilson Pontes Malta, com os trabalhos coordenados por Roberto Franco, presidente do Fórum SBTVD e membro do Conselho de ex-Presidentes.

Foram feitos ajustes no estatuto. A mudança mais significativa diminuiu o mandato do presidente de quatro para dois anos. Contudo, a possibilidade de reeleição, que não existia anteriormente, foi contemplada.

Na sequência, os presentes elegeram a nova diretoria, que toma posse no dia 1 de janeiro de 2017 e permanece no cargo até 31 de dezembro de 2018. Olímpio José Franco deixa a função da presidência e assume o cargo de Superintendente Geral da SET. Em seu lugar, assume Liliana Nakonechnyj. Já Roberto Franco toma posse da Assessoria Institucional.

Todas as alterações no estatuto vão ser publicadas no portal da SET (www.set.org.br), após os registros e trâmites legais.

Confira a composição da nova diretoria:

 

FUNÇÃO NOME
Presidência Liliana Nakonechnyj
Vice-Presidência Claudio Eduardo Younis
Assessoria Institucional Roberto Dias Lima Franco
Diretoria Editorial José Raimundo Lima da Cunha
Vice-Diretoria Editorial Francisco de Assis Campos Peres
Diretoria de Ensino José Frederico Rehme
Vice-Diretoria de Ensino Valderez de Almeida Donzelli Leite
Diretoria de Eventos José Carlos Aronchi
Vice-Diretoria de Eventos Alexandre Yoshida Sano
Diretoria de Marketing Daniela Helena Machado e Souza
Vice-Diretoria de Marketing Paulo Roberto Feres de Castro
Diretoria de Tecnologia Carlos Fini
Vice-Diretoria de Tecnologia Luiz Fausto de Souza Brito
Diretoria de Cinema Celso Eduardo Araujo Silva
Vice-Diretoria de Cinema Almir Almas
Diretoria Internacional Fernando Matoso Bittencourt Filho
Vice-Diretoria Internacional Ana Eliza Faria e Silva
Diretoria de Produção de Conteúdo José Dias Vasconcelos de Assis
Vice-Dir. de Produção de Conteúdo Paulo Mitsuteru Kaduoka
Diretoria de Rádio José Eduardo Marti Cappia
Vice-Diretoria de Rádio Marco Tulio Nascimento
Diretoria de Interatividade David Estevam de Britto
Vice-Diretoria de Interatividade Marcelo Santos Souza
Dir. de TV por Assinatura e Novas Mídias Roberto Pereira Pinto
Vice-Dir. de TV por Assinatura e Novas Mídias Rodrigo Dias Arnault
Diretoria de TV Aberta Raymundo Costa Pinto Barros
Vice-Diretoria de TV Aberta Sergio Eduardo di Santoro Bruzeti
Diretoria Industrial Luiz Bellarmino Polak Padilha
Vice-Diretoria Industrial Yasutoshi Miyoshi
Diretoria Regional Norte Nivelle Daou Junior
Vice-Diretoria Regional Norte Ricardo Alberto Pereira Salles
Diretoria Regional Nordeste Esdras Miranda de Araujo
Vice-Diretoria Regional Nordeste Jaime Manuel C. F. Fernandes
Diretoria Regional Sudeste Paulo Roberto Monfrim Canno
Vice-Diretoria Regional Sudeste José Raimundo Cristóvam Nascimento
Diretoria Regional Centro-Oeste Emerson José Weirich
Vice-Diretoria Regional Centro-Oeste Paulo Ricardo Hermano Balduíno
Diretoria Regional Sul Ivan Miranda
Vice-Diretoria Regional Sul Caio Augusto Klein
Conselho Fiscal Eduardo de Oliveira S. Bicudo
João Braz Borges
Cintia Leite do Nascimento
Ricardo Fonseca de Kauffmann
Fernando Antonio Fernandes Ferreira

Publicado em NOTÍCIAS

VoiceInteraction

 

A VoiceInteraction apresenta soluções em geração de closed caption automático por reconhecimento de voz no SET Expo 2016, bem como sistemas de monitoramento de mídias, rádio e televisão, desgravação de áudios live e off-line, biometria da voz e avatares interativos.

O Audimus Media é o grande destaque da empresa na feira. Trata-se de um sistema de closed caption totalmente automático, que, instalado na infraestrutura da emissora, recebe os feeds de áudio diretamente da PGM e produz legendas em tempo real.

De fácil integração com o workflow atual, o sistema recebe qualquer fonte de áudio ou vídeo, processa e envia as legendas geradas para qualquer encoder de teletexto ou de closed caption.

Nas transmissões web, o processo é semelhante. Para atingir a máxima precisão, existem diferentes técnicas ou estratégias, como a adaptação dos modelos de âncoras ou a atualização diária do contexto do vocabulário. 

Publicado em NOTÍCIAS

Mackenzie

O Laboratório de TV Digital, da Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, é pioneiro no desenvolvimento de hardware voltado para aplicações de TV Digital no Brasil, com diversas soluções consolidadas no mercado.

Agora, em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), o Laboratório apresenta mais uma de suas inovações: o dispositivo MackTuner-8. O equipamento tem como principal função a captura simultânea de até oito canais (OctoTuner) de TV Digital aberta, no qual pode-se fazer a análise qualitativa do sinal de RF, gravação ou transmissão via IP de TS dos sinais de vídeo e áudio capturados.

Os sinais de TV são captados por uma antena e enviados para a MackTuner-8, em que até oito canais podem ser analisados em tempo real. A conexão com o dispositivo é feita por meio do barramento PCI-e, por onde os dados de controle são enviados e o sinal de vídeo e áudio são transmitidos. Há então a possibilidade de gravação local ou transmissão via IP destes sinais. 

Publicado em NOTÍCIAS

Fórum Internacional

 

Pela terceira vez consecutiva em pouco mais de um ano, o Brasil foi sede das discussões do Fórum Internacional, encontro que reúne representantes de todos os países para abordar o status da implementação da TV Digital e atualização da experiência do setor no cenário mundial. Desta vez, no último dia 29, a reunião aconteceu durante o SET Expo 2016. No ano passado, os encontros haviam sido realizados em agosto, também dentro do evento, e novembro, em Brasília/DF.

O Fórum reuniu participantes da Bolívia, Brasil, Chile, Costa Rica, Equador, Guatemala, Honduras, Japão, Paraguai e Venezuela, para revisão e consolidação dos documentos de harmonização e consolidação que sirva de linha-guia para a implantação do ISDB-T de forma unificada, em todos os países. Ao longo de sua existência, o Fórum elaborou três documentos de harmonização técnica: middleware, hardware e EWBS.

Para Roberto Colletti, analista do Ministério das Comunicações, é importante reunir-se a países com experiência mais avançada, pois tendem a contribuir e agregar maior conhecimento nestes documentos, para que aqueles países que estejam em um estado menos avançado de implantação possam se beneficiar do aprendizado e impulsionar a transição para a nova tecnologia.

Publicado em NOTÍCIAS
Sexta, 15 Julho 2016 21:48

Criação do SBTVD completa dez anos

Nota15.07 

A criação do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T) completa dez anos nesta quinta-feira (30). A publicação do Decreto 5.820/06  estabeleceu as diretrizes para a migração do sinal analógico para o digital, que permite à população receber uma programação com melhor qualidade de imagem e som, sem interferências como chuviscos ou fantasmas. A televisão é o meio de comunicação mais popular do país, presente em 97% dos lares, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As vantagens do sinal digital incluem também a capacidade de ser assistida em dispositivos móveis; a multiprogramação, que comporta a transmissão de diferentes programações em um mesmo canal; e a possibilidade de interatividade por meio do Ginga, o middleware nacional para a troca de dados diretamente pelo televisor.

A discussão sobre a tecnologia começou em 1994 e envolveu governo, emissoras, empresas e universidades. O padrão implantado no Brasil foi o nipo-brasileiro (ISDB-T), uma adaptação da tecnologia japonesa a particularidades do território nacional. Atualmente, o sistema é adotado em 18 nações. Além de Brasil e Japão escolheram o ISDB-T Peru, Argentina, Chile, Venezuela, Equador, Costa Rica, Paraguai, Filipinas, Bolívia, Uruguai, Maldivas, Botsuana, Guatemala, Honduras, Sri Lanka e Nicarágua.

O gestor do projeto de implantação da TV Digital no país, William Zambelli, afirma que, na América do Sul, o Brasil foi a primeira nação a começar o desligamento do sinal analógico de TV. A ação começou por Rio Verde (GO), no dia 1º de março. No mundo, 60 países já completaram esse processo.

“Segundo a União Internacional de Telecomunicações (UIT) são 60 países que fizeram o desligamento completo, 59 estão em fase de transição, 19 definiram o padrão, mas não começaram o processo e 70 ainda não decidiram a tecnologia que vão utilizar”, elencou.

 

Aos poucos

Para garantir a cobertura do sinal para a toda a população, foram adotadas, desde 2006, medidas como a consignação de canais para as emissoras transmitirem os sinais analógico e digital ao mesmo tempo; o estabelecimento, em 2011, de um Processo Produtivo Básico (PPB) para a produção de televisores de tela plana com conversor digital embutido; e, mais recentemente, a distribuição de kits de antena e conversores digitais para os beneficiários do Bolsa Família. Os aparelhos permitem que os televisores de tubo também recebam o novo sinal.

“Se a gente fosse seguir a verão inicial do Decreto 5.820/06, nós iríamos desligar o sinal analógico em todo o Brasil hoje, dia 30. Mas, em 2013, depois de diversas pesquisas e estudos internacionais, foi decidida a alteração do cronograma de forma escalonada, já que não seria viável encerrar o sinal em uma única data devido à extensão territorial e diversidades do País”, afirma Zambelli.

 

A programação

Hoje, o calendário prevê até 2018 o desligamento das capitais, regiões metropolitanas e cidades em que seja necessário liberar a frequência usada pela TV analógica para a implantação da quarta geração da telefonia móvel, o 4G, na faixa de 700 MHz. Essa frequência foi leiloada em 2014 pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Atualmente, o 4G já está prestado na faixa de 2,5 GHz.

A próxima cidade no calendário de desligamento é Brasília, contando com mais nove municípios do Entorno do DF, em 26 de outubro. Confira o cronograma de desligamento aqui.

Publicado em NOTÍCIAS

EiTV

 

A EiTV traz ao SET Expo 2016 sua linha completa de soluções para TV Digital, streaming e TV online, composta por enconders, datacasters, soluções de legendagem e plataformas de auditoria de TV Digital, como o EiTV Inspector, sistema de controle de qualidade para emissoras de TV.

Há décadas, a lei exige que cada emissora grave a própria programação e disponibilize o conteúdo por algum tempo, para eventual fiscalização ou solicitação judicial. Isso gera um custo sem benefício para as empresas. Com o Inspector, o sinal BTS é gravado e analisado em todos os aspectos. Isso inclui o transport stream, que decodifica tabelas do PSI/SI e exibe PDIs com seus tipos, bitrate e erros de continuidade; análise de Loudness, EPG, interatividade e Closed Caption, fazendo a contagem total de horas das legendas; e conversão no formato SRT para download. O Inspector aceita os formatos RF, ASI (188/204) ou IP.

Pela interface WEB, o sistema oferece preview do conteúdo armazenado com decodificação do Closed Caption, e fornece a opção de configurar períodos para exportação automática do BTS completo (comprimido) ou de serviços especificados, com horários pré-estabelecidos de acordo com o EPG ou de forma independente. Neste caso, a baixa resolução aumenta os períodos de gravação. 

Publicado em NOTÍCIAS

Hitachi

 

Com destaque para a integração dos fluxos de trabalho nas emissoras, a Hitachi apresenta soluções integradas para captação de vídeo, estúdio e produção, para transporte de sinais, e de transmissão de baixa e alta potência no SET Expo 2016.

Reduzir os custos em energia elétrica é outra preocupação da empresa, uma vez que os gastos relacionados à energia elétrica, associados à necessidade de manter as plantas analógicas e digitais de forma simultânea, trouxeram aumento significativo nas despesas e impactaram os resultados financeiros das emissoras.

Como novidade, a Hitachi destaca os transmissores da família E-Compact, com tecnologia Doherty, que proporcionam redução da ordem de 50% no consumo. A tecnologia também reavalia a relação entre Eficiência Energética x MER x Área de Cobertura, baseada em estudos, simulações laboratoriais e práticas de como otimizar os parâmetros de acordo com a necessidade específica. 

Publicado em NOTÍCIAS
Página 13 de 15